Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 24/02/2020
03 de Julho de 2019 - 08:49
FOGO CRUZADO
Na contramão da realidade


O governador Mauro Mendes, eleito com a expectativa de reorganizar a máquina pública estadual, sucumbiu aos interesses corporativistas em menos de 6 meses de mandato. Ao invés de diminuir o cabide de empregos, representado, criado e pendurado nas empresas estatais e na administração direta, que consome 72% de toda a arrecadação, Mendes optou em aumentar a carga tributária da cadeia de todos os setores que compõem a economia estadual. O setor produtivo está no limite e os investidores iniciam o processo de debandada geral. Se continuar nesse rumo, Mato Grosso, um dos estados com o maior incremento econômico, ficará inviabilizado por conta da irresponsabilidade dos seus governantes, que se curvam diante dos interesses de uma pequena parcela barulhenta que vive à sombra do poder em detrimento de uma maioria que trabalha e paga impostos.

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player