Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 24/05/2018
11 de Maio de 2018 - 15:06
MILHO
Produção de milho 2ª safra terá queda de 11%, diz IBGE

A produção nacional de milho segunda safra, a safrinha, será de 60,92 milhões de toneladas este ano, segundo o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de abril, divulgado nesta quinta-feira (10) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado representa queda de 11% em relação ao desempenho do cereal em 2017, porém, ante a análise de março, foram apontados aumentos nas estimativas de produção (0,4%), área plantada (0,3%) e rendimento médio (0,2%).


Para a safra de verão, ou primeira safra, a produção foi estimada em 25,63 milhões de toneladas, redução de 17,5% ante 2017. Foram feitos ajustes negativos nas perspectivas de produção (3,2%), área plantada (2,9%) e rendimento médio (0,3%) comparadas ao levantamento de março. Segundo o IBGE, a queda de 860,2 mil toneladas estimadas para a primeira safra foi parcialmente compensada pelo aumento de 250,8 mil toneladas na safrinha, resultando na diminuição de 609,4 mil toneladas na safra de 2018 ante o desempenho do ano passado. "Na safra verão, os produtores priorizaram o plantio da soja, graças a melhores expectativas de rentabilidade", informa o instituto em nota.


Reavaliações da produção em São Paulo (-382,9 mil toneladas), Rio Grande do Sul (-353,1 mil toneladas) e Santa Catarina (-206,7 mil toneladas) foram as principais causas para o corte das estimativas da primeira safra em abril, em relação às de março. Para a safrinha, São Paulo destacou-se com aumento de 775,5 mil toneladas de grãos. Mato Grosso do Sul teve maior queda de produção, com 540,0 mil toneladas. Outra revisão negativa da análise de abril que merece destaque foi apurada no mercado de arroz. De acordo com o IBEG, a produção de 2018 será de 11,6 milhões de toneladas, 6,8% menor ante 2017 e 1,4% mais baixa comparada ao levantamento de março. "Os dados foram influenciados, principalmente, pelo Rio Grande do Sul, maior produtor do cereal com 70,1% do total nacional, que este mês reduziu sua estimativa de produção em 2,3%, totalizando 8,1 milhões de toneladas", relatou o instituto.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player