Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 14/08/2018
16 de Maio de 2018 - 15:32
PENÚRIA
Prefeitura de Nova Santa Helena vive situação de ingovernabilidade

Com uma folha de pagamento que consome 54% da arrecadação de aproximadamente R$1,2 milhão, a prefeitura de Nova Santa Helena enfrenta sérias dificuldades para manter o equilíbrio financeiro. Em recente contato com a reportagem do Celeiro, a prefeita Terezinha Guedes Carrara (DEM), reconheceu o quadro de penúria, e prometeu tomar medidas cabíveis. “Está impossível administrar diante do atual quadro. Teremos que cortar despesas e demitir funcionários conforme determina a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF)”, avaliou.


Terezinha citou como exemplo as medicas tomadas pelo prefeito de Itáuba Valcir Donato (PV), que desde o início da sua gestão vem adotando medidas de austeridade cortando em 30% seu próprio salário, de secretários, e diminuir cargos comissionados e contratados. Atualmente Nova Santa Helena conta com aproximadamente 230 funcionários entre concursados, contratados e comissionados. “Vamos fazer o ajuste necessário para diminuir de imediato no mínimo 3% o gasto com a folha, e também fazer o ajuste fiscal visando elevar a arrecadação que teve queda drástica”, afirmou Terezinha.


Desconforto na Base


A crise financeira da prefeitura está inibindo várias ações administrativas, ocasionado descontentamento entre alguns vereadores da base aliada. Um vereador que pediu para não ser identificado externou sua decepção e não descartou a possibilidade do legislativo vir pedir o afastamento da prefeita. “Depois de 16 anos tivemos a oportunidade de vencer uma eleição. Eram muitas as expectativas e o que sobrou foi apenas decepção. Nova Santa Helena está estagnada. Não há investimentos, obras ou projetos em andamento. Caso não seja respeitado o limite prudencial, poderá até ocorrer o pedido de afastamento da prefeita”, lamentou.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player