Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 10/12/2018
16 de Maio de 2018 - 16:31
SOJA
Abiove eleva previsão para a safra 2017/18 de soja do Brasil

A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) aumentou a sua previsão para a safra 2017/18 de soja do Brasil a 118,4 milhões de toneladas, ante 117,4 milhões de toneladas esperadas em abril. O número representa aumento de 4% ante os 113,804 milhões de toneladas obtidos em 2016/17, segundo a Abiove.


A associação também elevou a sua estimativa de exportação do País neste ano para 71,2 milhões de toneladas. No mês passado, a previsão era de 70,4 milhões de toneladas. O crescimento em relação a 2017 é de 4,5%. Já para o processamento, a previsão da Abiove foi aumentada de 43,2 milhões para 43,6 milhões de toneladas em 2018. O novo número representa crescimento de 4,2% ante o ano passado. Com relação ao farelo, a Abiove espera produção de 32,8 milhões de toneladas em 2018, um aumento de 3,9% ante o ano anterior. Em abril, a projeção era de 32,5 milhões de toneladas. Quanto ao óleo, a associação projeta produção de 8,65 milhões de toneladas, ante 8,55 milhões de toneladas esperadas anteriormente. O volume é 2,6% superior ao obtido no ano passado.


Receita maior


A Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) elevou a previsão de receita com as exportações do complexo soja em 2018 para US$ 36,497 bilhões. Em abril, a previsão era de US$ 36,016 bilhões. A associação elevou as previsões de valor obtido com a exportação de soja em grão, farelo e óleo em 2018. Para a soja em grão, a Abiove agora prevê receita de US$ 29,192 bilhões, ante US$ 28,864 bilhões no mês passado. A associação manteve a previsão de preço por tonelada em US$ 410 por tonelada. Para o farelo, a associação elevou a sua estimativa de receita de US$ 6,552 bilhões para US$ 6,630 bilhões. A expectativa de preço por tonelada ficou estável em US$ 390. Com relação ao óleo, a Abiove aumentou a previsão de receita de US$ 600 milhões para US$ 675 milhões. A perspectiva de preço por tonelada foi mantida em US$ 750 por tonelada.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player