Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 15/08/2018
11 de Julho de 2018 - 09:54
ELEIÇÕES
Estreante na política, Selma Arruda desponta em 2º lugar na disputa pelo Senado Federal

Estreante na política, Selma desponta em 2º lugar na disputa pelo Senado Na segunda-feira (9), o Instituto Segmenta divulgou pesquisa realizada entre os dias 1º e 5 deste mês envolvendo as eleições gerais marcadas para o dia 7 de outubro, 1º turno, e 28 de outubro, 2º turno. Conforme a pesquisa, haverá mudança na renovação das duas cadeiras dentre as três que Mato Grosso dispõe no Senado Federal. Estão encerrando os mandatos dos senadores eleitos em 2010, Blairo Maggi (PP) e Pedro Taques (PSDB). Maggi trocou o Senado pelo Ministério da Agricultura, dando lugar ao suplente Cidinho Santos, e Taques renunciou após ser eleito governador de Mato Grosso nas eleições de 2014, cedendo o espaço ao suplente José Medeiros.


A terceira cadeira ficará inalterada. Wellington Fagundes, pré-candidato a governador, foi eleito em 2014 e seu mandato encerra-se em 2022. A previsão do Celeiro apontando o enfrentamento das pré-candidaturas de Selma Arruda (PSL), Jaime Campos (DEM) e Nilson Leitão (PSDB) na disputa pelas duas vagas que serão abertas no Senado foi confirmada pela pesquisa. Segundo o instituto, Jaime Campos aparece em 1º lugar, com 30,98% das intenções na soma do primeiro e segundo voto do eleitor. Estreante na política, a juíza aposentada Selma Arruda ocupa o 2º lugar com 21,80% da preferência dos eleitores


O ex-prefeito de Sinop e atual deputado federal, Nilson Leitão, ocupa o 3º lugar com 16,27. Na sequência, aparecem Carlos Fávaro (PSD), 10,68%, José Medeiros (PODE), 8,64, Adilson Sachetti (PRB), 7,98%, Maria Lúcia (PCdoB), com 3,22%, e Margareth Buzetti (PP), 0,43%. Selma lidera no segundo voto- A pesquisa ainda aponta que, no segundo voto, Selma está na frente, com 17,94%, seguida pelo ex-governador Jaime Campos, com 14,77%, e pelo deputado federal Nilson Leitão, com 12,02%. Outros pré-candidatos que foram citados pelos entrevistados foram: Carlos Fávaro, 9,58%, José Medeiros, 7,66%, Adilson Sachetti, 4,95%, ex-reitora Maria Lúcia, 2,68%, e Margareth Buzetti, 0,41%.


Cabe salientar que os resultados aqui apresentados, conforme informou o instituto, foram na modalidade estimulada, com a citação dos nomes dos pré-candidatos relacionados ao primeiro e segundo voto. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) sob o número MT-00672/2018. No total, foram feitas 2.048 entrevistas em 75 municípios de Mato Grosso. A metodologia utilizada foi de Pesquisa Quantitativa, utilizando a técnica survey (aplicação de questionário estruturado), com uma margem de erro de 3%, para mais ou para menos. Dos entrevistados, 50,45% são mulheres e 49,55% homens, de maioria entre 35 a 59 anos (45,7%) e de maioria com faixa de renda entre dois e cinco salários mínimos (34%). Para as duas vagas ao Senado, receberam votos oito pré-candidatos. O intervalo de confiança é de 95%, isto é, se fossem realizadas 100 pesquisas, em 95 delas os resultados obtidos estariam iguais a esses, dentro da margem de erro estipulada.


Repercussão


O pré-candidato Jaime Campos avaliou que sua liderança decorre do trabalho realizado como prefeito, governador e senador. “Estou lisonjeado. Isso é a prova do meu trabalho como homem público nos cargos que ocupei de prefeito, governador e senador. Já faz doze anos, desde a última vez que disputei uma eleição, e isso mostra que o nosso trabalho contribuiu para o desenvolvimento de Mato Grosso”, assinalou. A pré-candidata Selma Arruda comemorou o resultado. Ela afirmou que vem tendo uma resposta positiva da população e que pretende seguir trabalhando para melhorar cada vez mais esse número de aprovação. “Estou feliz com o resultado da pesquisa. É um sinal de que a população está reconhecendo o trabalho que foi feito e acreditando que temos potencial para representá-la. Acredito que a população vai dar a resposta à altura para gente não perder as rédeas desse país”, vislumbrou.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player