Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 10/12/2018
08 de Outubro de 2018 - 09:38
PALÁCIO PAIAGUÁS
Ex- aliado, Mauro Mendes é eleito governador em primeiro turno e impõe dura derrota a Taques

O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (DEM) é o novo governador de Mato Grosso, eleito no primeiro turno, neste domingo (7). A apuração dos votos ainda não acabou, mas o resultado é considerado irreversível. São mais de 90% das urnas apuradas.


Um dos principais ex-aliados de Pedro Taques (PSDB) no passado, o empresário desistiu de disputar a reeleição na Capital há dois anos, se afastou da vida pública, recuperou a saúde financeira de suas empresas e ressurgiu neste ano para entrar na disputa ao governo.


Mendes liderou uma chapa de ex-aliados de Pedro Taques para impor uma dura derrota ao tucano. A chapa do democrata tinha como candidatos ao Senado Jayme Campos (DEM), apoiador de Taques, e o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD). Seu vice, Otaviano Pivetta (PDT), coordenou a campanha de Taques em 2014 e também a transição do governo.


A vitória de Mauro Mendes mantém a tradição do eleitorado mato-grossense de escolher seu governador sempre em primeiro turno. A “quebra de tabu" fica por parte da não reeleição de Pedro Taques. Todos seus antecessores, inclusive Silval Barbosa, ganharam as eleições estando no comando do Palácio Paiaguás.


“Amanhã nós vamos começar as primeiras reuniões pra montar a transição, pra começar o planejamento pra 2019, e se Deus quiser vamos trabalhar muito, com fé em Deus, com muito amor, trabalhar, fazer política, ao lado da verdade, ao lado da honestidade, pra que nós possamos entregar, daqui a quatro anos, um estado melhor. Hoje nós tivemos uma vitória eleitoral, então temos que trabalhar muito pra tornar nossa vitória num ganho pra população do Estado, afirmou Mendes, após a apuração da maior parte das urnas.


“Nós temos muitas ações importantes pra fazer. Vamos começar a planejar desde agora, mas certamente a saúde vai merecer uma atenção especial. Vamos dedicar muita energia pra retomar mais de 400 obras paralisadas no estado de Mato Grosso. Muitas ações pra equilibrar receita e despesa no estado de Mato Grosso, que tem hoje um déficit de caixa muito grande, impostos a pagar, o estado está praticamente quebrado em suas finanças. Então vamos tomar muitas ações pra recuperar o caixa do estado de Mato Grosso”, completou.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player