Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 19/11/2018
10 de Outubro de 2018 - 09:51
AGRICULTURA
Sinop Energia realiza curso de Derivados do Leite para famílias remanejadas

Desenvolver produtos derivados do leite, aplicando técnicas de produção e boas práticas de higiene. Este foi o objetivo da Sinop Energia, concessionária da Usina Hidrelétrica Sinop, que por meio do Programa de Remanejamento da População, em parceria com a equipe do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar), ofereceu às famílias remanejadas do Reassentamento Rural Coletivo (RRC) PDS 12 de Outubro, o curso de Derivados do Leite. O encontro aconteceu na última semana, no lote 25, estrada Lívia, BR-163 (Km 816), zona rural de Sinop.


Entre os assuntos abordados pelo Senar, os participantes aprenderam técnicas de fabricação de queijos tipo muçarela, minas frescal, minas frescal temperado, frescal com baixo teor de gordura, meia cura tradicional, coalho, ricota e ricota temperada, além de iogurte. Aprenderam também noções básicas sobre meio ambiente, legislação, seleção e uso correto de equipamentos e materiais, higiene e sanitização do local do manipulador, acondicionamento, embalagem, armazenamento e gestão da produção. Segundo a Química e Mestre em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Senar, Larine Gonçalves, todo processo de fabricação dos derivados do Leite se dá de forma artesanal. “Utilizamos um ingrediente principal, o coalho, produto de fácil acesso aos pequenos produtores. As técnicas utilizadas são simples e de fácil manuseio pelo grupo”, repassou. Ainda segundo ela, o grupo foi bem participativo e conseguiu aplicar toda teoria na prática.


A aluna Dalva Vitorino, esposa do presidente da associação São Judas Tadeu, comentou que trabalha com a produção de queijo há aproximadamente oito anos, e elogia a iniciativa da Sinop Energia. “Os cursos que estão sendo oferecidos pela Usina são muito importantes para nós. Hoje, com o conhecimento que adquiri, vejo que a forma correta de produzir os queijos é totalmente diferente de como eu fazia”, elogiou. Dona Dalva citou ainda que a técnica de pasteurização do leite, apresentada nas aulas práticas, chamou sua atenção durante o curso. “Essa técnica é perfeita, 100% das bactérias morrem com a pasteurização do leite e para nós que vendemos o produto é muito bom que isso aconteça. Tudo se aproveita no leite, até o soro”, finalizou.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player