Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 19/11/2018
15 de Outubro de 2018 - 16:08
SOJA
Plantio da safra 2018/2019 de soja atinge 20% da área no Brasil, diz AgRural

O plantio de soja na safra 2018/19 saltou 10 pontos porcentuais em uma semana e atingiu na quinta-feira (11/10) 20% da área total estimada para o Brasil. Esses 20% superam os 18% semeados até a mesma data de 2016 e fazem da atual safra, pelo menos por ora, a de plantio mais rápido da história do país, de acordo com os registros da consultoria AgRural. Há um ano, 12% da área brasileira de soja estava plantada. A média de cinco anos é de 10%, informa a consultoria em relatório semanal.


Em Mato Grosso, pancadas esparsas de chuva têm garantido umidade adequada e plantio acelerado em boa parte do Estado. Na quinta-feira, 34% da área estava plantada, em comparação com 14% uma semana antes. O número supera os 31% do recorde feito em 2016 e é mais alto, também, que os 18% do ano passado e os 14% da média de cinco anos. No Paraná, o bom avanço do plantio no norte compensou parcialmente a lentidão causada pelas chuvas frequentes no oeste. Até quinta-feira, 40% da área de soja do Estado estava semeada, ante 30% há um ano e 29% na média de cinco anos. Em Mato Grosso do Sul, o volume de chuva que atingiu a região sul do Estado impediu um maior avanço do plantio, que chegou a 26%. Mesmo assim, a vantagem sobre os 14% do ano passado e os 15% da média de cinco anos ainda é bastante significativa.


Em Goiás, chuvas bem distribuídas na região sudoeste permitiram que os produtores acelerassem o plantio na semana. Até quinta, 13% da área goiana estava semeada, ante 1% uma semana antes, 3% no ano passado e 4% na média de cinco anos. Em São Paulo, o ritmo acelerado já garante 30% de área plantada, bem à frente dos 6% da média de cinco anos e dos 8% da safra passada. A semeadura também teve início no Rio Grande do Sul, onde 0,8% da área de soja do Estado estava plantada até quinta-feira. Nos demais Estados produtores do país, o plantio alcançou 6% em Santa Catarina, 2% em Minas Gerais, 0,6% no Pará e 25% em Rondônia.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player