Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 11/11/2019
04 de Novembro de 2019 - 09:31
APAGÃO
Audiência pública para debater a CPI da Energisa acontece à luz de velas

À luz de velas, foi realizada a audiência pública na noite da última quinta-feira (31), no município de Porto Esperidião, para discutir a CPI da Energisa. O encontro contou com várias autoridades da cidade e com o deputado estadual e presidente da CPI na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Elizeu Nascimento (DC). Os vereadores do município foram os requerentes da audiência pública, que convidou a população para debater a má prestação dos serviços que a empresa de distribuição de energia elétrica tem fornecido. Por ironia, a Câmara Municipal estava sem energia desde às 9h da manhã. O evento aconteceu às 19h e a Energisa ainda não havia resolvido o problema.


As audiências públicas dão oportunidade para a sociedade se manifestar acerca de assuntos que afetam a coletividade e impactam diretamente a vida dos cidadãos. “Aqui conseguimos ver a falta de responsabilidade da empresa. Estamos realizando essa audiência pública sem luz. Através do clamor social chegamos até a CPI, tenho escutado tantos depoimentos, que é preocupante, têm pais de famílias que estão sem saber se come ou paga energia porque o aumento foi exorbitante. Eu abracei essa causa a pedido do povo e nós levaremos com muita seriedade essa CPI”, ressaltou o deputado Elizeu Nascimento.


“Eu andei em várias casas aqui de Porto Esperidião, posso afirmar que a indignação é geral, nas minhas andanças observei que o povo não aguenta mais o que vem pagando nas contas de energia. As contas triplicaram de valor, é um descaso da Energisa com a nossa população”, disse o vereador Mandela (PR). “Mesmo sem energia, vejo aqui muitas pessoas, esse é o sentimento que está nos 141 municípios de Mato Grosso, a busca de resposta. Ninguém suporta mais, nós precisamos de alguém que venha nos explicar como é que pode triplicar uma conta de energia sendo que a nossa renda não sobe. Deputado, parabéns pela coragem, porque não é fácil lutar contra tubarões, mas o senhor ouviu o clamor da população”, enfatizou o representante da União das Câmaras Municipais de Mato Grosso, Edclay Coelho.


“O Procon está junto com a CPI da Energisa, hoje conseguimos resolver 90% das demandas que chegam até nós; nos outros 10%, chama-se Energisa. Eu tinha um relatório minucioso para passar para todos, mas, devido à falta de respeito e competência da Energisa, não vai ser possível. Atualmente a Energisa é campeã no ranking do Procon. Ninguém supera, é absoluta. Eu tive caso de consumidor que ganhava R$ 900 e a conta vinha R$ 50 e de repente a conta passou a vir R$ 800, são situações que a gente sente na pele, e partimos para briga, muitas vezes nos sentimos fracassados porque eles preferem pagar as multas do que entrar em acordo com o consumidor. A Energisa é uma pedra no sapato não só do consumidor, mas também nos órgãos de proteção dos consumidores", frisou o representante do Procon, Robson Castilho. Apesar de convidada, a Energisa não encaminhou nenhum representante para participar do debate.


CPI


A ALMT criou oficialmente e definiu os membros da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Energisa no último dia 23 de outubro. Na reunião, foi definido como relator o deputado estadual Carlos Avallone (PSDB), enquanto o vice-presidente será o emedebista Thiago Silva, sendo o presidente o deputado estadual Elizeu Nascimento (DC). No momento, os membros da CPI da Energisa aguardam a Mesa Diretora da Assembleia Legislativa disponibilizar o corpo técnico para dar continuidade aos trabalhos.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player