Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 09/08/2020
20 de Fevereiro de 2020 - 09:23
OPERAÇÃO PEITO DE AÇO
Gaeco prende acusado de tráfico de drogas no transporte de grãos em MT

Foi preso na terça-feira (18) em Sinop por agentes do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) de Sorriso e Cuiabá, um homem acusado de integrar organização criminosa, que utilizava o transporte de grãos para acondicionar droga (maconha). O mandado de prisão temporária foi expedido pela Justiça de Santa Catarina na operação “Peito de Aço”, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (Gaeco) do referido estado, em apoio às 2ª e 4ª Promotorias de Justiça de São Miguel do Oeste. Na operação, foram cumpridos cinco mandados de prisão preventiva, nove mandados de prisão temporária e 21 mandados de busca e apreensão nas Comarcas de São Miguel do Oeste, Descanso, Campos Novos, Catanduvas, Cunha Porã, Joaçaba e Rio do Campo, além de cidades nos estados do Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.


Além disso, foram apreendidos bens no total de R$ 893.547,00, e o valor estimado da droga apreendida é de R$ 1.519.000,00, o que totaliza um prejuízo de R$ 2.412.547,00 à organização criminosa. A droga tinha como origem o Estado do Mato Grosso do Sul e como destino os Estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. São apurados crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, associação criminosa, porte ilegal de armas e munições e lavagem de dinheiro. No decorrer da investigação foram apreendidas mais de uma tonelada e meia de maconha, além de haxixe, arma e munições, o que acarretou a prisão preventiva de cinco pessoas.


O nome da operação é alusivo ao local em que comumente era ocultada a droga, em um compartimento dissimulado localizado no "peito de aço" dos caminhões. Participam da operação integrantes dos grupos regionais do Gaeco de Blumenau, Florianópolis, Chapecó, Joinville, Lages e São Miguel do Oeste, de Maringá e Guarapuava, no Paraná, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, DENARC do Paraná, Departamentos Prisionais do Paraná e Mato Grosso do Sul, Pelotão de Patrulhamento Tático do 13º Batalhão da Polícia Militar (Rio do Sul), Canil Setorial do 10° Batalhão (Blumenau), Rádio Patrulha da Polícia Militar de Santa Terezinha, Rádio Patrulha da Polícia Militar de Rio do Campo e Canil da Divisão de Investigação Criminal de Lages, além do apoio do Instituto Geral de Perícias. No curso da investigação prestaram auxílio nas apreensões e prisões as policias Civil, Militar, Rodoviárias Estadual e Federal dos Estados de Santa Catarina, Paraná e a Polícia Rodoviária Federal do Mato Grosso do Sul.

Mais notícias

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player