Seja bem vindo ao Celeiro do Norte, Sinop/MT, 27/09/2020
06 de Agosto de 2020 - 08:50
SAÚDE
Combate à dengue: Índice de infestação do Aedes aegypti diminui 95,5% em Sinop

A Secretaria Municipal de Saúde de Sinop, por meio do Centro de Endemias realizou, entre os dias 15 a 19 de junho, o segundo Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa) em diversos pontos da cidade. Ao todo foram inspecionados 2.083 imóveis e, capturados dez amostras positivas do mosquito, obtendo assim um índice de infestação de 0,4 décimo de percentual, uma queda de 95.5% em relação ao último. No primeiro levantamento realizado em janeiro, o índice estava em 9% e, diante disso o setor realizou um grande mutirão de limpeza no recolhimento de potenciais criadouros, além das ações conjuntas, com Corpo de Bombeiros, CDL e Aces, realizadas no quadrilátero central. Para as ações foram contratados mais 60 colaboradores.


Outra atividade desenvolvida foi o trabalho de recuperação de imóveis fechados, que contou com o apoio da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, para visitar as residências nos sábados e em horários diferenciados.  Sempre no intuito de orientar os moradores, como também, de eliminar e tratar focos com acumulo de água. Durante a pandemia os trabalhos contínuos em pontos estratégicos, bloqueios químicos mediante notificações, atendimentos de denúncias, inspeção em bocas de lobos e também as atividades educativas foram intensificadas.


De acordo com o coordenador do Centro de Endemias, Jorge Bevilaqua, todas essas medidas contribuíram para a redução do mosquito, porém é necessário que a população fique sempre alerta quanto ao risco das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti. “Sabemos que a redução se deve muito ao período de estiagem, neste tempo obrigatoriamente temos uma queda 15% a 40% nos índices. Outro ponto que contribuiu, é que por conta da pandemia nossos agentes não podem entrar nas residências e registrarem os focos ali existentes, como vasos de flores, ralos, pingueira do ar condicionado, reservatórios de água atrás da geladeira e outros. Mas, mais de 50% da queda é sim devido a eficácia do trabalho pelas equipes de endemias e seus parceiros”, frisa o coordenador.


A diretora da Vigilância em Saúde, Theanny Salerno, pede que a população não deixe de cuidar das suas casas. “Não podemos nos acomodar, nossas equipes continuam firmes nos trabalhos preventivos, mas é necessário que todos façam sua parte. Em Sinop, 90% dos pontos com foco de criadouros do Aedes situam-se nas residências e, na seca os mosquitos migram dos quintais para dentro da casa do cidadão na busca por água parada, então o cuidado deve ser redobrado, porque ele pode estar escondido em locais menos prováveis”, alerta a diretora. A maioria das larvas é encontrada em objetos simples e que, quando despercebidos, tornam-se propícios à vida do inseto.


Assessoria de Imprensa

Mais notícias
As mais lidas

Prefeitura Sinop - Desenvolvimento Econômico

Prefeitura de Sinop

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player